02/03/10

Fim


Esta é a última caneta que gasto por ti,
A última folha que sei que vou rasgar,
A última lágrima...
.
Parar o Mundo,
Para te procurar,
Não foi o suficiente.
.
Não sou tão forte como pensava,
Deponho as minhas armas,
De nada me valeram.
.
Jamais verás o que te escrevi,
Sei disso agora,
Não existes...
Nunca exististe.
.
(texto elaborado como resposta ao desafio "sou tão forte como")








(voz de @isv5)

10 comentários:

isv13 disse...

Belo mas profundamente triste... Como se a tristeza pudesse ser bela.

Ana Ferreira disse...

Concordo com a Isv13 muito belo mas com um terrível sentimento de perda

De Corpo e Alma disse...

Às vezes idealizamos tanto uma pessoa, cometemos loucuras por ela, doamos nossa alma até o íntimo da profundidade e esta não retribui à altura. Sinto como se o que escrevestes seja uma resposta à tudo isso, uma despedida à quem realmente nunca deu valor, uma despedida ao verdadeiro amor, amor que nunca existiu. Parabéns, gostei muito e vivo algo parecido.

Manuel Pintor disse...

O último passo de uma procura
inventada
O fim de um caminho nítido
escolhido
ora esvaído
Múltiplas enxertias suporta o caule da dor
mas é o descanso que a alma enfim procura
quando é de desertos
a paisagem do caminhante

Daniele Charão disse...

Belíssimo.

Rosario disse...

Triste e comovente ... se tivesse o talento do Ruy talvez eu própria já as tivesse escrito ...

Ana disse...

Bem miúdo... quase que valeu apena estar ausente todos estes longos dias para, ao vir dar uma espreitadela a este mundo que avança sem esperar, poder ler-te...
É lindo, é triste, é doce... apetece oferecer abraços e aconchegar almas no regaço com um sorriso... simplesmente apetece dizer que ainda há muito caminho pela frente e que um silêncio pode não significar esquecimento, mas impossibilidade... e que os sonhos são muitas vezes só isso mesmo... sonhos...

Jééh disse...

lindo, mas trites :/

Bibendum disse...

sublime... Acabaste de doar um bocado da minha estória. Obrigado.
Sorrisos Amarelos

elisabeth disse...

...quantas vezes idealizamos uma pessoa e depois sofremos por não encontrar as respostas que buscamos !dói como sempre...mas não deixa de ser lindo!abraços pra vc Ruy.