31/03/10

Doce Inquietude

Porque me fazes sentir especial?
Porque me dás tanto, quando te peço tão pouco?
Porque insistes em saber de mim coisas, que nem mesmo eu sabia?
.
Porque os meus olhos têm saudades dos teus?
Porque os meus dedos apontam na tua direcção?
Porque a minha boca chora pela tua?
.
Sabes porque escrevo sorrindo?
Porque sei as respostas.

12 comentários:

Anónimo disse...

As perguntas são públicas, as respostas são íntimas.... e devem ser tão saborosas...para quem merece.
Lindo!!! Belo. Parabéns.
nada acontece por acaso

Bakuarela disse...

é pah!!

Adorei este texto! Adorei! Adorei!

Parabéns Rui :)

"Porque insistes em saber de mim coisas, que nem mesmo eu sabia?"

Manuel Pintor disse...

Por que me acaricias a alma?
Por que segues os meus trilhos?
Por que derramas em mim teu perfume?

Porque teus olhos são estrelas nos meus?
Porque te ris do meu rosto sorrindo?
Porque és feliz em assim me sentindo?

Porque sei de uma resposta,
Sabes?

Jééh disse...

*--*
lindo :D

Lurdes Matos disse...

Tambem ja senti isso,e é uma sensação muito agradavel :)

PARABENS

@GatanaLua

redoma-de-cristal disse...

Eu sempre me faço essas perguntas.
Algumas pessoas, pouquissimas, talvez uma ou duas em toda a vida, nos conhecem mais que nós mesmos.
É mágico, encantador e real.

Bianca Briones

Anónimo disse...

Porque olho para ti? porque nos teus olhos me encontro.
Porque sorrio para ti? porque espelha minha alma.
Porque te beijo em sonhos? porque na tua boca sinto a vida.
Porque e porque...para quê justificar os sentidos?

Eu sei!

Roberta disse...

E por que fazes tanto alarde,
por que me ardes,
por que em mim (?)
se ao final de toda tarde,
tu sempre partes,
me inquieta... e fim.

Adoro ler-te. Espero que minha intervenção não tire o nexo de sua intensão... (não pretendia rimar nessa parte... rs)

Anónimo disse...

(gostei miúdo... eu sei que irás longe... :) )

[ rod ] ® disse...

As respostas dão um ar de completo ao significado raiz. A saudade e o desejo emanam o sentido maior!... abs meu caro.

Rita Schultz disse...

Se sabes as respostas, conta-me! Em outro poema! Beijos.

elisabeth disse...

Lindo: "...porque insistes em saber de mim coisas que nem eu mesmo sabia" !abç