06/07/10

Ritual


Respirou fundo...
.
Arrancou o coração,
Deu-o ao mundo...
A dôr, conteve-a,
No mais silêncioso dos gritos.
.
Arrastou-se delicadamente pelo chão.
Olhou para dentro,
Dos seus próprios olhos...
Sorriu,
O sorriso dos tristes.
.
Escutou, no silêncio,
A voz dos Anjos.
Sentiu a pele envelhecer.
.
Voltou a respirar fundo...
.
Por fim,
Ela adormeceu...
Agarrada ao sonho.

22 comentários:

isabel maria disse...

Tão bonito!Emotivo e terno.
Gostei imenso.
A continuar,sff...

Andrea Diegues disse...

Nunca será o fim quando se adormece agarrado ao sonho...

...lambem-se as feridas e o mundo devolve o coração... recomeça-se tudo de novo.

Obrigada.

teresabcoelho disse...

Começa a tornar-se um hábito o comentar os teus textos. Mas como deixar de o fazer, se és dono de palavras e ideias que se conjugam tão perfeitamente? Adormecer a' insónia' agarrado a um sonho... tão desesperado... tão real. Sorrisos. Renovados renovados parabéns. Dos desenhos também gosto !(mais sorrisos..)

isabel maria disse...

Bonito,terno e emotivo!
Gostei bastante.
A continuar,sff !

Rita Schultz disse...

De sonhos são feitos nossos rituais. Mesmo com o peito costurado.
Abraços, meu amigo Rui.

Anónimo disse...

É mesmo no ritual pré-sonho que as angustias do dia nos fazem rolar pela cama estreita (para tantos pensamentos). Talvez fosse melhor apenas deitar e dormir ou ler o manual do ritual e tentar fazê-lo de uma forma menos dolorosa.

Belo poema (continua)!

Daniele Charão
http://botboletasdocoracao.wordpress.com

Ana Ferreira disse...

O sonho é muitas vezes um refúgio que nos livra da insanidade. Gosto muito dos teus poemas, tão simples e tão profundos.

isabel maria disse...

Emotivo, belo e sensível.
Gostei muito!
Para continuar, sff... :)

Anónimo disse...

As marcas são marcos no caminho percorrido.
No sonho abrem-se novos horizontes.
O percurso continua no incerto....
Lindo!!!! Parabéns!
Se são, é porque é são:-)

Taís Santana disse...

Enquanto houver sonhos,sempre haverá possibilidades.
Sonho é um pedacinho da gente que acredita no que pode ser sempre muito real.
Amei o que li...certamente as palavras estão agradecidas pelo modo como tão sabiamente as une e as enche de sentido.
Taís Santana

Anónimo disse...

Já virou um ritual para mim passar por aqui e sempre me encantar com suaves linhas de profundos sentimentos. Delicadamente tocam a alma daqueles que lêem... Como escreve bonito esse Ruy Barros!!! ;-)
Parabéns!!
Rosa Barros

Manuel Pintor disse...

A serenidade
na voz dos Anjos
aplaca o silencioso grito
adormece a dor
acolhe o coração
e lhe alumia o sonho!

Ela, ele,
respira
e se recolhe fundo
naquela voz.
Mesmo na pele envelhecida
um sonho não tem idade!

Abraço, Ruy

Flah Queiroz disse...

Sensível e tocante.

Viva o sonho!

isv13 disse...

Quando se arranca o coração só nos resta o sonho para alimentar a sua ausência.

Anónimo disse...

(e há momentos em que já não há coração que aguente, nem sonho que o faça viver... só a tristeza permanece... beijomiúdo!)

Andreia disse...

Quando o respirar é baixinho e lento... Obrigada.

Elaine disse...

Se soubesse, tivesse a vaga idéia, do que esse lindo texto representou...
Obrigada por dar ao mundo palavras tão bonitas. Sei bem que às vezes o sentimento é como o de arrancar o coração e dar ao mundo...

Rosario disse...

Sensibilidade à flor da pele ... és mesmo assim na vida real? Beijo charmoso!

AnaAustria

Tili Oliveira disse...

Vim aqui antes, mas fiquei tão triste que nada "disse".
Voltei, fiquei triste ainda mais.
Digo isso: tristeza!

Jééh disse...

:S, lindissímo e muito tocante esse poema...enfim, não se vive só de sonhos ^^

Tianne disse...

amei... volto...

elisabeth disse...

...o sonho é o alimento da alma !sem ele nos tornamos vazios!!abraços.