04/05/12

Era Uma Vez Um Sonho (reeditado)


Era uma vez um sonho... não era um sonho particularmente grandioso, nem sequer demasiado ambicioso... era apenas um sonho.

Com o passar do tempo, o sonho tornara-se cada vez mais difícil de concretizar.
O sonho foi perdendo as cores, assemelhando-se por isso cada vez mais a um sonho desfeito.
Por vezes, quando o sonho parecia que finalmente iria começar a concretizar-se acontecia sempre qualquer coisa… ( e "qualquer coisa" era o suficiente para o sonho se desmoralizar).

O pálido sonho parecia condenado ao esquecimento, no entanto, também bastava uma pequena coisa… "uma pequena coisa" era o suficiente para o sonho acreditar que ainda era possível... que ainda havia tempo e vontade para tudo acontecer como tinha sido sonhado inicialmente.

Não era um sonho particularmente grandioso, nem sequer demasiado ambicioso... era apenas um sonho… o meu sonho.

1 comentário:

Le Observateur disse...

É tão verdade!!!!
Obrigada