25/05/11

Caminhos



Nossos caminhos
voltarão a se cruzar,
nem que para isso
tenha de ser eu
a construir a estrada.

Dançaremos desajeitada mas elegantemente,
contar-te-ei todas as piadas que conheço
e tu irás rir-te de todas elas,
como se fosse a primeira vez
que as ouves,
e nem mencionarás que foste tu
quem mas ensinou.

Desenharei o teu rosto no mar,
ouviremos o pôr do sol,
repousaremos em cima dele,
depois eu fecharei os meus olhos
e rezarei para que tudo não tenha sido
apenas mais um sonho.











(voz de @vilmacorreia)

12 comentários:

Suzana Martins disse...

Construirei um caminho que encontre contigo. Construirei caminhos até ti. Nos encontraremos entre as mais perfeitas imagens que já vivemos e assim, vamos ultrapassar o sentir...

Lindo, Rui!!

Beijos

Vilma disse...

Adorei!
Ao ler este teu poema, pensei no meu irmão, que partiu desta vida faz hoje 5 anos.
E tenho a fé e a esperança, de que um dia os nossos caminhos se voltarão a encontrar, e que voltaremos a rir! :))
Obrigada por este poema que recebi como um presente lá de cima, como um sussurro de Deus!

Anónimo disse...

(Olá miúdo! :)

Os meus caminhos estão partidos,
interrompidos, sem destino...
Preciso de uma bússola para me orientar e de novos caminhos para percorrer...
Empresta-me os teus por um momento,
Pode ser que tornem também meus...
Nem que seja por um único instante...
Num sonho...)

RosaMaria disse...

Nunca esqueças o passado,
ele é a tua melhor lição de vida,
mesmo carregado de ilusão

Não fere o teu coração.
Mesmo ferido...de Dor

Ama aquele eterno amor.

Por incerto que seja,
será sempre o eterno amor.

Lindo Ruy!

Beijos

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Adorei. Um beijinho

Rosângela Monnerat disse...

O reencontro é sempre uma possibilidade. Quem sabe nos encontros já se defina o que virá a ser saudade.
Há belezas que nunca se desfazem. Ficam em território protegido. Um bom lugar, o coração, seu destino e fim.
Parabéns pelo espaço e por tudo que reservou aqui para nós.
Bj!

Maya Quaresma disse...

Tuas palavras encantam-me cada vez mais.

Beijos

Tatiana Kielberman disse...

Lindo poema, Ruy!

Como sempre!!

Beijo carinhoso!

Tili Oliveira disse...

Um sincero desejo de amor, pra toda eternidade viverá...

isabel maria disse...

Com palavras simples e verbos bem escolhidos, o Poeta desenhou o amor.

"Desenharei teu rosto no mar".

Parabéns,gostei bastante :)

Manuel Pintor disse...

Salve, caminhante!
Teu rosto de sonhos
se espelha num mar
de muitos sóis.
Que em teus olhos repousem
os brilhos suaves das estrelas.
Ri-te com elas à tardinha
dos segredos da lua cheia
pelas margens de teus caminhos.
E quando acordares a noite
em elegantes passos de dança
beija-a de mansinho
e reza
para que tudo o mais seja o sonho
e a sua pureza!

Grande abraço, Ruy!

Patrícia Rocha disse...

Que lindo!
Seguindo-te!
Beijos Lunáticos :**